Quem sou eu

Minha foto

Olá! Sou professora de Educação Especial da Secretaria Municipal de Educação de Campinas e trabalho com inclusão escolar na rede regular de ensino, desde 2003. Atualmente atuo na Sala de Recursos Multifuncionais, fazendo o Atendimento Educacional Especializado para crianças com deficiência, TGD e altas habilidades no contra turno da escola regular. Sou casada, tenho dois filhos pequenos (meus ruivinhos lindinhos) e um cachorro fofo. Nossa família é cristã e sempre se reúne para orar, ler a Bíblia e fazer estudos bíblicos com as pessoas. Gosto muito de ler, cantar, tocar violão, meia lua. Também escrevo livros infantis e gosto muito desse trabalho. Tenho quatro livros publicados pela Editora Árvore da Vida,  artigos sobre educação e um livro digital publicado pela Saraiva: Josias - pé na cidade, coração no rio. Outros livros estão em andamento! Possuo quatro blogs:

Espero que você goste! Boa leitura!

terça-feira, 7 de agosto de 2012

Construindo brinquedos 1


  • Construir brinquedos é uma atividade muito importante, pois vai contra o consumismo que vemos hoje, diante da grande quantidade de brinquedos que o mercado oferece!
  •  Trabalha ainda com um princípio importante para a preservação do meio ambiente: o reaproveitamento de materiais que temos em casa através da reutilização de objetos que muitas vezes iriam para o lixo.
  • Desenvolve a coordenação motora.
  • A iniciativa de fazer algo para si e a valorização do trabalho feito por elas.
  •  Desperta a criatividade, a paciência e a socialização, já que fazemos brinquedos para brincar com os amigos!
  • Trabalha noções espaciais como em cima, embaixo, a sequência para a realização da construção, noção de tempo...
  • Enfim, é uma atividade excelente e completa para o crescimento socio-psico-motor das crianças. 


10- SUCATA


Material:
Sucata.
Tesouras sem ponta.
Tubinhos com cola.
Rolos de fita crepe.

Como brincar:
Sucata é material fácil de ser adquirido e muito rico e próprio para diversas criações. Você deve juntar um estoque desses materiais. Junte rolinhos de papel higiênico, chapinhas de refrigerante, forminhas de doce, papéis de balas, caixas de sapato, de gelatina, de ovos…
Faça um bilhete para os pais, com a lista desses materiais e com o dia que vocês combinaram para trazê-los à reunião.
No dia da sucata você pode sentar todos num círculo no chão, colocar os materiais no meio com a cola, tesouras sem ponta e fita crepe. Monte junto com as crianças bonecos, árvores, casas, flores,…
Você pode propor a criação de um cenário, como por exemplo, o jardim do Éden, em que cada um faz uma parte do jardim.



11- CAIXA DE SURPRESAS

11.1- SONORA:
Material:
Uma caixa fechada com dois orifícios para se colocarem as mãos ou um saco de pano.
Objetos que produzam sons.

Como brincar:
Colocar as crianças sentadas no chão num círculo.
Numa caixa fechada, ou saco, colocar vários objetos que produzam sons.
Fazer o som dentro da caixa, sem mostrar o que é. Então dizer:
“Vocês ouviram esse som? Escutem! O que será que está fazendo esse som?”
Depois de explorar o suspense, mostrar para eles o objeto e deixar que cada um faça o som.



11.2 TATO:
Material:
Uma caixa fechada, com dois orifícios para se colocar as mãos.
Objetos de diferentes tamanhos, formas e texturas.
Como brincar:
Colocar um objeto dentro da caixa e passar a caixa na roda, para que um de cada vez coloque a mão na caixa e sinta o que tem dentro. As crianças poderão dar seus palpites dizendo o que acham que está dentro da caixa. Quando todos já tiverem sentido, abrir a caixa para ver quem acertou.



12- MASSINHA DE FARINHA

Material:
 
2 xícaras de farinha de trigo.
½ xícara de água com 20 gotas de anilina comestível.
½ xícara de sal.
1 colher de óleo.
Copos e forminhas com desenhos variados.
Uma bacia para misturar os ingredientes.
Tesouras, palitos para as crianças cortarem a massa.
Como brincar:
Faça a massinha em sala de aula, com a participação das crianças, misturando todos os ingredientes em uma tigela. É melhor colocar a água na massa aos poucos, para que ela não fique grudenta. Se ficar, coloque mais farinha. Caso fique muito dura, coloque um pouquinho de água, até dar o ponto de enrolar na mão. As próprias crinças podem colocar a anilina, observando a mistura da cor na massa branca. Amasse bem, até que fique boa para modelar. A massinha só serve para ser usada nesse dia, pois depois ela estraga. Fale da importância do sal na massa, que é para conservar mais tempo sem estragar. Aproveite para dizer que Jesus falou que nós somos o sal da terra e explicar o significado disso. Estimule as crianças a manipularem a massa livremente, com ou sem o auxílio das formas. Você pode oferecer para elas palitos de sorvete, tesouras sem pontas para recortar a massa, potinhos...
Aproveite para contar a história da multiplicação dos pães ou da parábola do fermento que leveda a massa.

13- BARQUINHO DE PAPEL


Material:
Uma folha de sulfite para cada criança.
Um balde ou bacia com água.

Como brincar:
Conte a história de Noé, em Gênesis 6, usando o seu barquinho de papel, que já deve estar pronto. Fale para eles da dificuldade que Noé enfrentou para construir uma arca, porque não era um barquinho pequeno, mas um grande barco! Acabada a história, faça com eles a dobradura do barquinho, passo a passo.
Faça o barquinho de dobradura, junto com eles. Ajude quem não conseguir dobrar direito, ou peça para quem sabe ajudar quem não sabe. O importante é que eles tentem fazer o seu próprio barco, mesmo que precisem de um pouco da sua ajuda.
Em seguida coloque uma bacia grande com água no fundo, para que eles coloquem seus barquinhos para flutuar.
Observação: Você pode contar outras histórias, como a de Pedro, Tiago e João, pescando no mar da Galileia.


14- ACERTAR A LATA

Material:
6 latas de alumínio.
3 bolas de tênis.
 Giz.

Como brincar:
Colocar 6 latas iguais numa superfície, a 1 metro do chão. Formar com elas um triângulo, colocando as 3 latas na base, 2 em cima e 1 no topo. Traçar uma linha no chão com um giz, a uns 3 metros, a partir de onde as crianças lançarão as bolas.
Cada jogador receberá três bolas para tentar derrubar as latas. Conta-se um ponto por cada lata derrubada. E três pontos a mais para quem conseguir derrubar todas.