Quem sou eu

Minha foto

Olá! Sou professora de Educação Especial da Secretaria Municipal de Educação de Campinas e trabalho com inclusão escolar na rede regular de ensino, desde 2003. Atualmente atuo na Sala de Recursos Multifuncionais, fazendo o Atendimento Educacional Especializado para crianças com deficiência, TGD e altas habilidades no contra turno da escola regular. Sou casada, tenho dois filhos pequenos (meus ruivinhos lindinhos) e um cachorro fofo. Nossa família é cristã e sempre se reúne para orar, ler a Bíblia e fazer estudos bíblicos com as pessoas. Gosto muito de ler, cantar, tocar violão, meia lua. Também escrevo livros infantis e gosto muito desse trabalho. Tenho quatro livros publicados pela Editora Árvore da Vida,  artigos sobre educação e um livro digital publicado pela Saraiva: Josias - pé na cidade, coração no rio. Outros livros estão em andamento! Possuo quatro blogs:

Espero que você goste! Boa leitura!

segunda-feira, 10 de setembro de 2012

Coleção Vida Saudável - proposta de trabalho para o livro Jumentinho Guloso.

Editora Árvore da Vida.
Para adquirir o livro, clique no link abaixo:
http://www.arvoredavida.org.br/infantojuvenil/colec-o-vida-saudavel.html
A coleção é composta de quatro livros e mais um cd, contendo as narrações das histórias e quatro canções. Caso você não seja um bom contador de hitórias, basta colocar o CD ;)
        
Livro: Jumentinho guloso - propostas de trabalho.

  •  Leia a história e converse muito sobre ela com as crianças. 

Proposta de atividade




  • Fazer uma fantoche do Jerico e recontar a história.

  • O fantoche pode ser feito com caixa de leite.
    Como fazer um fantoche de Caixa de Leite:
    Para fazer esse fantoche você vai precisar de:
    caixas de leite longa vida
    lã ou papel crepom
    folha de papel pardo ou coloridas
    cola
    papel sulfite
    fita crepe ou durex
    tesoura

    a) Lave a caixa de leite e recorte 1 lateral, 1 frente e 1 lateral,
  •  

     



                  b) Abra-a e dobre como se fosse fantoche. Teste colocando suas mãos na abertura

     c) Cole com uma fita crepe as abinhas e encape com papel pardo ou outro tipo de papel.
    E na parte interna, cole papel vermelho . Ficará assim:


     d) Faça olhinhos, orelhas, narizinho, boquinha e dentes e cole-os.




    e) Você pode incrementar fazendo filhotinhos com caixinhas menores
    de remédio ou molho de tomate. Pode ainda fazer pessoas, animais como sapinhos, ovelhas, etc...



    f) Agora treine com o seu fantoche e reconte a história. Deixe que as crianças recontem com seus fantoches.
    


    •  Cante a música da história com eles, até que eles saibam.

    •    A história se passa na região nordeste. Podemos trabalhar com as crianças as características dessa região. Mostrar num mapa onde ela fica, os estados que formam essa região.

    • O jumentinho Jerico trabalha com um problema muito comum: querer o que não podemos ter. É uma excelente oportunidade para ouvirmos as crianças sobre seus desejos que são contrários aos dos pais, do Senhor e os que são de acordo com a vida de Deus.
    Proposta de atividade

          Fazer uma caixa dos desejos e uma caixa dos deveres. Cada criança escreve um desejo, não precisa identificar-se, e põe na caixa. Esses são retirados e lidos para o grupo que vai decidir se aquilo agrada ao Senhor ou ao mundo. São feitos dois cartazes: um representando o mundo e o outro representando o Senhor. Conforme os papéis vão sendo retirados, o grupo decide para qual cartaz ele vai.

    • Com esse livro podemos trabalhar com os sentidos: o que eu vejo, o que eu falo, o que eu toco, o que eu escuto, o que eu provo, o que eu cheiro? Mostrar para elas que devemos escolher o que fazer, pois sempre há duas escolhas. Aproveitar para trabalhar a música da faixa dois do cd-  que acompanha o livro.
    Proposta de atividade

          A- Vendar os olhos das crianças e passar por elas diferentes cheiros, afim de que elas identifiquem o que cheiraram, o que é bom, o que não é. Pode-se variar brincadeira passando diferentes tipos de alimentos para que elas provem: coisas doces, azedas, salgadas, quentes, geladas.

    B- Fazer  CAIXAS DE SURPRESAS:

    1- SONORA:
    Material: Uma caixa fechada com dois orifícios para se colocarem as mãos ou um saco de pano.
    Objetos que produzam sons.
    Como brincar: Colocar as crianças sentadas no chão num círculo. Numa caixa fechada, ou saco, colocar vários objetos que produzam sons. Fazer o som dentro da caixa, sem mostrar o que é. Então dizer:  “Vocês ouviram esse som? Escutem! O que será que está fazendo esse som?” Depois de explorar o suspense, mostrar para eles o objeto e deixar que cada um faça o som e diga o que é.

    2- TATO:
    Material: Uma caixa fechada, com dois orifícios para se colocar as mãos. Objetos de diferentes tamanhos, formas e texturas.
    Como brincar: Colocar um objeto dentro da caixa e passar a caixa na roda, para que um de cada vez coloque a mão na caixa e sinta o que tem dentro. As crianças poderão dar seus palpites, dizendo o que acham que está dentro da caixa. Quando todos já tiverem sentido, abrir a caixa para ver quem acertou.

    C- Falar da importância de seguirmos bons exemplos e obedecermos aqueles que querem o nosso bem, como os nossos pais e os irmão da igreja. Como? Com brincadeiras!!!!

    1- Brincar de BOCA DE FORNO:

    Material: Nenhum.
    Como brincar: Explique para as crianças que a brincaderia terá um mestre. Fale o que significa ser mestre e diga que Jesus foi um bom mestre, pois ensinou por três anos e meio aos seus discípulos a palavra de Deus. Diga que mestre é alguém a ser seguido e que nós também devemos seguir a Jesus, tendo-O como nosso mestre. Ajude as crianças a entenderem o que é obedecer ao Senhor, dando exemplos práticos do dia a dia.
    Depois da conversa, eleja uma pessoa como “o mestre”. Essa pessoa irá dar tarefas para os demais participantes, que terão que  cumprir suas ordens. As ordens consistem em achar um determinado objeto, imitar um bicho, cantar uma música, fazer uma pose... O mestre irá escolher o que os demais irão fazer. Diga que o mestre  não pode pedir algo que vá constranger o grupo; caso contrário, perderá a chance de ser mestre. Mostre que o mestre deve ser um exemplo e não alguém que pede ou faz coisas ruins.
    O mestre e as crianças falarão uma rima assim:

    Mestre:
    - Boca de Forno?
    Crianças:
    - Forno!
    Mestre:
    - Achar bolo?
    Crianças:
    -Bolo
    Mestre:
    - Farão o que o mestre mandar?
    Crianças:
    - Faremos.
    Mestre:
    - Estão vocês vão… pular de uma perna só!
    As crianças cumprem a tarefa e o mestre escolhe quem será o próximo mestre.
    2- Ou ainda brincar de MAESTRO
    Material: Nenhum.
    Como brincar:   Nessa brincadeira todos têm que ficar bem atentos! Funciona de uma forma simples: uma pessoa deve ser escolhida para adivinhar quem é o maestro. Essa deve sair de perto do grupo e ficar de costas.
    O restante do grupo escolhe outra pessoa, que será o “maestro”’. Escolhido o maestro, todos sentam no chão formando um círculo e chamam a que saiu. Antes dela começar a adivinhar, o maestro deve iniciar a sequências de gestos, como, por exemplo, ficar batendo palma, por um tempo, depois bater na perna, ou ficar balançando a cabeça. Para cada movimento, o maestro tem que dar um tempo de no mínimo 30 segundos.
    Quando o maestro muda o movimento, todos devem estar atentos observando disfarçadamente o maestro e devem fazer tudo exatamente como ele, além de mudarem os gestos no mesmo momento em que o maestro mudar. A criança escolhida tem que acertar quem é o maestro. Caso acerte, o maestro passa a ser o que vai adivinhar.  Caso erre três tentativas, a partida deve ser repetida.
    Aline Caetno Begossi